A sociedade brasileira ficou estarrecida com a proposta de venda, pelo Governo Federal, do Palácio Capanema, marco da arquitetura moderna brasileira. Infelizmente, mais uma ação que demonstra como as políticas públicas voltadas à cultura e à memória do país vêm sendo elaboradas, com descaso. 

O Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, em conjunto com o Governador do Estado e diversas autoridades da área da Cultura, reuniram-se para tratar do assunto, que, muito comentado nas redes sociais e na imprensa, levou o Governo a recuar e a desistir do projeto de venda do Capanema.

O Palácio continua sendo um bem público.