Mary do Rio, como era carinhosamente chamada, museóloga ativa e batalhadora pela regulamentação da profissão, nos deixou ontem. Sentiremos falta