Mary do Rio, como era carinhosamente chamada, museóloga ativa e batalhadora pela regulamentação da profissão, nos deixou ontem. Sentiremos falta dessa baiana alegre, que participou da Diretoria do COFEM em diversos cargos e nos anos 90 como Presidente e Vice-Presidente. Na Bahia, sua terra natal, deixou marca indelével por onde passou.

À esquerda, Mary Rodrigues do Rio, ao lado de Yeda Maria Oliveira (art. plástica) e Raimunda Rodrigues (pedagoga) , em 2011, na inauguração do Museu Nacional da Cultura Afro Brasileira (Muncab , sediado no  prédio do  Tesouro do Estado (Centro Histórico. (Foto Bahia Vitrine – Jacques de Beauvoir e Paulo Souza).